janeiro 29, 2009

Um instante


Um quarto de hotel
Uma cama despida
Uma janela aberta
Uma mulher perdida
Uma noite sombria
Um candeeiro aceso
Uma carta caída
Um sopro de medo
Um instante da vida
Um pedaço de céu
Uma gota de água
Um caminho de areia
Um gosto a nada
Um café fechado
Um cinzeiro de prata
Uma cadeira partida
Uma beata apagada
Uma sombra na rua
Um lenço caído
Um corpo apressado
Um olhar sofrido
Uma hora tardia
Uma ferida aberta
Um olhar de dor
Um tempo que mata
Um adeus sem sentido
Uma hora marcada
Uma história acabada
Um copo de vinho
Um afagar de mágoa
Um espelho partido
Uma foto rasgada
Um corpo caído
Um coração que pára
Uma mão estendida
Uma vida que acaba

1 comentário:

Sketch... disse...

Uma mao estendida, uma mao amiga...

esta aqui...

Beijinho