outubro 02, 2011

Teste 1,2,3...

Era só para ver se esta merda ainda funcionava!
Parece que sim, estou satisfeito!
Agora voltem !

novembro 22, 2010

novembro 17, 2010

Tal dia como o de hoje há 88 anos

"Nasci numa família de camponeses sem terra, em Azinhaga, uma pequena povoação situada na província do Ribatejo, na margem direita do rio Almonda, a uns cem quilómetros a nordeste de Lisboa. Meus pais chamavam-se José de Sousa e Maria da Piedade. José de Sousa teria sido também o meu nome se o funcionário do Registo Civil, por sua própria iniciativa, não lhe tivesse acrescentado a alcunha por que a família de meu pai era conhecida na aldeia: Saramago. (Cabe esclarecer que saramago é uma planta herbácea espontânea, cujas folhas, naqueles tempos, em épocas de carência, serviam como alimento na cozinha dos pobres). Só aos sete anos, quando tive de apresentar na escola primária um documento de identificação, é que se veio a saber que o meu nome completo era José de Sousa Saramago…"

novembro 11, 2010

Quentes e Boas



João vendia castanhas no recanto de um cais, certo dia para admiração de muitos populares mudou-se para a entrada de um banco.
Passa um amigo seu e pergunta:
- Então passaste do cais para um banco...que loucura !?
Responde o humilde vendedor de castanhas:
- Aqui estou melhor na vida, as pessoas entram dentro do banco para levantarem dinheiro chegam aqui compram logo 3 a 4 sacos de castanhas... é só dinheiro a entrar, agora estou perto da riqueza.
O sujeito vendo a alegria do João diz-lhe:
- Já agora que estás bem empresta-me 20 €
João responde:
- Não posso camarada.
- Porra sou teu amigo, conheço-te e tu não me desenrascas...
- Não posso emprestar dinheiro porque fiz um contrato com o banco, nem eles vendem castanhas lá dentro nem eu empresto dinheiro cá fora.

Votos de um bom Magusto

Mário Viegas



Faz hoje anos o maior dizedor de palavras!

novembro 09, 2010

A Frase

"O Benfica é como eu: vai ao Porto para não fazer nada e comer bem."

Mec in Público

novembro 07, 2010

Fotografando...

Tenho vindo a descobrir esta minha nova cidade, subindo e descendo escadas, descobrindo becos e vielas, travessas e esquinas. Depois volto aos lugares à noitinha e vou fotografando, porque é na noite que a cidade de Lisboa se mostra mais. É na noite que a cidade me convida a entrar. Vai daí criei uma página no facebook de nome "Lisboa Nocturna" onde figuram dezenas e dezenas de fotos desta cidade de cor única. Visitem-me já companheiros :)

Pois então

... a verdade é que já não sei bem como me mexer aqui no Ministério, já nem sei mudar uma caixa de comentários, nem outras coisas mais simples ! Mas isto com tempo vai...ai vai vai.

novembro 04, 2010

Atenção:

Este Ministério não faz parte dos Ministérios inventados pelo Governo do Sr. Sócrates. Qualquer semelhança com o mesmo é pura coincidência. O facto deste Ministério ter estado parado durante muito tempo deve-se a uma crise emocional do autor o que originou a uma "branca" temporária. Obrigado !

novembro 03, 2010

Desafio (para breve)

A vontade de voltar aos desafios da escrita é muita. Quando resolvi reabrir o Ministério foi a pensar nesses saudosos tempos de brincadeiras e desafios, e às tantas dou comigo a perguntar-me ; "e que tal se lançasses um novo Desafio em memória dos bons velhos tempos, hein !?"

E pronto, é isso mesmo que vou fazer !
Até já companheiros :)

Reabertura Do Ministério

Agora vou ali abrir as janelas que isto cheira a mofo !!!

maio 31, 2010

1# Jacarandás de Lisboa



A reportagem fotográfica sobre os Jacarandás de Lisboa,
segue dentro de momentos.

maio 17, 2010

Dos livros...

A poesia de Pessoa contém uma característica intrigante, de que se fala muito e que se interroga pouco: o seu poder de captura. Entrar em Pessoa é um perigo: eventualmente não mais de lá se sai. Conheço pessoanos que dedicaram a vida inteira ao estudo da sua obra e nutrem por ela, depois de décadas de convivência íntima e constante, amor e ódio, exasperação, paixão, sufoco, admiração sem fim, e novamente claustrofobia, hostilidade. Nesta gama de mixed feelings, há de tudo: pessoanos que o tratam por tu, como se estivesse vivo e presente em carne e osso, outros que imaginam cenas eróticas com Ofélia como se descrevessem cenas reais, etc., etc. Entraram tão profundamente em Pessoa que se tornaram Pessoa - julgam eles, e têm razão, porque, em parte, o Pessoa deles é aquele em que ele os tornou.

maio 16, 2010

O outro...

Tenho o meu outro Nada, em escuridão há tempo demais.
Apenas não lhe dei ainda luz, porque perdi a palavra-passe !!!

maio 15, 2010

Dos livros...

A sanita é o eremitério do homem no reino doméstico. Proporciona um breve período de privacidade e de reflexão, livre do rebuliço do trabalho ou da família.

Kumpania Algazarra

Hoje para animar ainda mais a Feira do Livro de Lisboa, apareceu esta bela Kumpania.
Só digo que foi a Algazarra total :)

abril 17, 2010

2º Post da Nova Temporada

isto é só para ver se resulta mesmo :))))))))

dezembro 22, 2009

novembro 13, 2009

Recado...


Mas infelizmente não será hoje!

Pensamento Profundo


Este recadinho da Nicola, tem toda a razão de ser !
Maldita pança !

novembro 01, 2009

Olha um pedra !

– Uma teoria acerca da estupidez dos peixes: é por causa da falta de pescoço. Um peixe tem uma memória de 10 segundos. Ele está dentro de um aquário, vê uma daquelas pedras que se põem lá para o fundo e, cada vez que dá uma volta ao aquário e encontra a mesma pedra, fica espantado e exclama: Olha uma pedra! Depois dá mais uma volta ao aquário, passam 10 segundos, ele esquece tudo e quando a pedra de novo lhe aparece à frente, ele espanta-se tal como se espantou da primeira vez e diz: Olha uma pedra.
Gonçalo M. Tavares